Se você procura qualidade, inovação e bem-estar, seja bem-vindo à DiCorpo!

DiCorpo

Revigorar, energizar e acalmar

relax-en-arena_1280x800

A vida moderna propicia uma rotina agitada. Stress, ansiedade, cansaço e outros acontecimentos decorrentes desse ritmo frenético podem prejudicar sua vida. Por isso é importante dar atenção aos sintomas e reservar um tempo para recuperar as energias. Abaixo algumas das 51 dicas que a matéria relaciona:

- Para descongestionar a pele castigada pela poluição, faça um ritual de limpeza: higienizar, tonificar e hidratar. E uma vez por semana , esfoliar.

- Quer dormir bem tranquila? Tome uma xícara de chá de maracujá, erva-cidreira ou camomila após o jantar. “Aqueça a água, quando começar  a levantar fervura, desligue o fogo e adicione a erva escolhida. É bom lembrar que os chás de sachês não possuem as mesmas propriedades terapêuticas que a erva a granel”, explica Camila Borduqui, nutricionista do Centro de Estética da Clínica Alan Landecker (SP).

- Aplique uma máscara hidratante enquanto  ouve uma música suave. A receita é de Luana  Rachele, esteticista da Ophicina do Cabelo (RJ): misture uma clara de ovo batida com uma  colher (sobremesa) de farelo de aveia e uma  colher (chá) de mel. Aplique no rosto e deixe agir até secar. Retire com bastante água.

- É possível recarregar as energias durante o dia com um suco revigorante. “Ele é ótimo para ser tomado no meio do dia”, garante Fátima Corradini Domingues, nutricionista e supervisora do Setor de Gastronomia e Nutrição do Hospital e Maternidade São Cristóvão (SP).

SUCO DE LARANJA COMBETERRABA, MAMÃO E AÇAÍ
Ingredientes­: Suco de 1 laranja­, ¼ de beterraba crua­, ¼ de mamão papaia­, 2 col. (sopa) de polpa congelada de açaí
Modo de fazer: Bata tudo no liquidificador. Coe e beba em seguida.

- A água é o meio que o organismo tem para funcionar e se livrar dos subprodutos tóxicos do metabolismo, que podem causar até mesmo aquela enxaqueca fora de hora. Para quem não gosta de beber água, uma dica é aromatizá-la com folhas de hortelã, pedaços de pepino, casca de limão ou de laranja.

- Na cadeira do seu trabalho, faça pequenos intervalos. Alongue os ombros, os braços, a região do pescoço, depois levante e alongue-se por completo.

 - No banheiro, apague as luzes e acenda uma vela com óleos essenciais que purifiquem e energizem o ambiente. Em seguida, tome um banho morno.

Confira a matéria completa no link: http://goo.gl/e8nBY2


Depilação Portátil

1

Os novos aparelhos de depilação prometem remover os pelos praticamente sem desconforto. Conheça as diferenças entre alguns modelos e os cuidados ao usar.

Para diminuir qualquer incômodo, os novos depiladores exibem diferentes recursos. Eles incluem de massageadores acoplados a jatos de ar que anestesiam a pele. Mais um ponto a favor desse método, que é considerado superprático e mais higiênico do que a depilação com cera.

Há, basicamente, dois tipos de equipamento. Um deles arranca o pelo pela raiz, por meio da ação rotativa de mini pinças, acenando com a promessa de pele lisinha por cerca de 20 dias. O outro sistema, assim como as lâminas, apenas corta os fios rentes à superfície – nesse caso, eles crescem logo, em dois dias. “A escolha do melhor método é pessoal e depende de como a pele reage ao procedimento”, afirma a dermatologista Denise Steiner, presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia. A médica observa que, em geral, quem tem pele morena se adapta bem à técnica de remoção pela raiz.

Já as muito claras são mais sensíveis e, por isso, devem evitar esse procedimento, que ainda deixa a região mais suscetível ao encravamento de pelos. Nesse caso, o aparelho elétrico que apenas corta, sem puxar, ou até lâminas comuns são as melhores pedidas. Seja qual for a opção, vale ter alguns cuidados antes, durante e depois da depilação caseira.

Você encontra a matéria completa em:http://goo.gl/QWN37u


Estudo associa hábito de ficar sentado à imobilidade

16475717

​Mantenha-se em movimento se você pretende evitar a invalidez na velhice, alertam os cientistas. Se você tem 60 anos ou mais, cada hora adicional que você gasta sentado está relacionada ao dobro de risco de se tornar deficiente, de acordo com um novo estudo. As informações são do site do jornal britânico Daily Mail.

Outra má notícia é que o exercício moderado não irá proteger você dos males trazidos pelos longos períodos que vier a passar sentado. Este é o primeiro estudo a mostrar que o comportamento sedentário, por si só, é um fator de risco para a deficiência, independentemente da falta de atividade física. Na verdade, a imobilidade é um fator de risco quase tão forte quanto a ausência de exercício moderado.

Se houver duas mulheres de 65 anos, uma sedentária por 12 horas ao dia, e outra por 13 horas, a segunda tem 50% mais chances de se tornar deficiente do que a primeira, mostra o estudo. Dorothy Dunlop, professora de medicina da Northwestern University Feinberg School of Medicine e autora do estudo, afirma que o sedentarismo não é somente sinônimo de atividade física inadequada. A deficiência, que afeta mais de 11 milhões de britânicos, aumenta com a idade. Apenas 6% são crianças, comparadas com 16% de adultos em idade ativa e 45% de aposentados.

Existem evidências crescentes que sugerem que passar muito tempo sentado pode representar um novo risco para morte prematura. “Isto significa que adultos mais velhos precisam reduzir a quantidade de tempo que permanecem sentados, seja em frente à TV ou ao computador, independentemente se fazem atividade física moderada ou vigorosa”, afirma a professora.

O estudo teve uma amostra de 2.286 adultos com 60 anos ou mais. Foram comparadas pessoas com saúde similar e a mesma quantidade de atividade física. Os participantes utilizaram acelerômetros para medir o tempo de sedentarismo. Estudos anteriores já relacionaram o sedentarismo à deficiência, mas, como haviam sido feitos com autorrelatos, não puderam ser verificados. Uma pesquisa apontou que pessoas que assistem TV seis horas por dia podem diminuir a sua expectativa de vida em até cinco anos.

Você encontra essa matéria, neste link: http://goo.gl/fs6caG


Como reduzir o consumo de sal

 reduzir-o-sal-na-alimentação

O consumo excessivo de sal não faz bem a saúde e segundo a Organização Mundial da Saúde os brasileiros consomem mais que o dobro da quantidade diária recomendada. É possível temperar a comida de forma saudável sem utilizar tanto sal.Abaixo algumas alternativas de temperos em substituição ao sal. É só usar a mesma quantidade que usa normalmente de sal só que substituindo por esse tempero.

SAL DE LIMÃO

-  Raspas de dois limões (tahiti ou siciliano);
– 8 colheres de sopa rasas de sal grosso;
– Alecrim desidratado (opcional).
Soque os ingredientes em um pilão ou bata no liquidificador. Guarde em um recipiente bem fechado.

SAL DE ERVAS
– 3 tipos de ervas secas a gosto;
– Sal;
– Cebola e alho desidratados (opcional).
Em um liquidificador, coloque a mesma medida de todos os ingredientes e bata. Guarde em um recipiente com tampa e use na mesma medida que o sal comum.
 
TEMPERO PRONTO CASEIRO
– 3 cebolas;
– 8 dentes de alho;
– Cheiro-verde.
Descasque o alho, pique a cebola grosseiramente e coloque junto com a salsinha e a cebolinha no multiprocessador. Bata até virar uma pasta. Coloque em um pote de vidro e guarde na geladeira ou no freezer.
 
GERSAL
– Sal;
– Gergelim.
Em um pilão ou na função pulsar do liquidificador, use quantidades iguais de sal e gergelim. Guarde em um pote com tampa, de preferência na geladeira.

Para conferir a matéria completa, acesse o link: http://goo.gl/ZKONB0


Atacar a geladeira à noite pode causar mais danos do que o aumento do peso

evitar_o_ataque_noturno__geladeira

Você jamais jantaria duas vezes no mesmo dia, certo? Só que talvez você já esteja fazendo isso e ainda nem se deu conta. Saquear os armários da despensa no meio da madrugada pode fazer a balança subir. Mas o pior, mesmo, é que sua saúde corre risco.

Fazer uma visitinha à geladeira de madrugada pode ser muito perigoso. Pesquisas mostram que muitas mulheres ingerem metade das calorias diárias durante ou depois do jantar. Mais: um segundo estudo descobriu que um terço das pessoas consomem 15% de suas calorias diárias depois das 23 horas. E as consequências do ataque noturno não se restringem ao ganho de peso: ele atrapalha os níveis do hormônio do sono, confunde o hormônio da saciedade e pode até mesmo aumentar os níveis de insulina. Para driblar esses danos, você pode aumentar a ingestão de alimentos durante o dia, desligar a TV e o tablet mais cedo (olhar para a tela pode estimular seu desejo por comida) e evitar bebidas estimulantes, alimentos gordurosos e bebidas alcoólicas por pelo menos quatro horas antes de dormir.

Leia a matéria completa em: http://goo.gl/l36BJp


Cinco hábitos que prejudicam sua pele

Para retardar o aparecimento das rugas, é preciso ir muito além dos cremes. Fique atenta aos hábitos do dia a dia que podem prejudicar sua pele e saiba como driblar a ação do tempo!

  1. O vício do cigarro

 Esse conhecido vilão tem componentes que quebram as fibras elásticas da pele e estimulam a produção de radicais livres. Um estudo da Universidade de Nagoya, no Japão, descobriu que fumar causa uma perda de até 40% no colágeno, além de ressecar a pele e impedir sua oxigenação. Como os danos são irreversíveis, aqui a solução é uma só: abandonar o hábito.

  1. Maquiagem mal tirada

Usar maquiagem não é problema, desde que ela seja específica para a sua pele. Isso significa ter propriedades hidratantes, se a pele for seca, e ser livre de óleo (ou “oil free”) se for oleosa. Mas é preciso tirar o make antes de dormir. Caso contrário, os poros ficam obstruídos e a pele não recebe oxigênio, o que causa ressecamento, o arqui-inimigo da pele linda. Use tonificantes menos agressivos, ou seja, sem álcool.

  1. Álcool em excesso

Se você adora bebericar, fique esperta. O hábito colabora para a formação de linhas de expressão. Ele, aliás, traz outras consequências, como a desidratação da pele e a formação de radicais livres. Siga a recomendação da dermatologista: “Se for beber, sempre alterne um copo de bebida alcoólica com outro de água”. Se você adora um drinque, fique ao menos dois dias na semana sem ingerir álcool.

  1. Alimentação desregrada

Não tem como fugir. Tudo o que comemos influencia nossa saúde. Com as rugas, acontece o mesmo. Produtos industrializados e gordurosos inflamam as células e pioram a pele. “Após os 40 anos, temos de aumentar a ingestão de proteínas para estimular a produção de colágeno”, diz a médica. Peixes frescos de água salgada, como atum, e alimentos verde-escuros ajudam nessa missão. 

  1. Sol sem proteção

Aqui está o pior inimigo de todos: o sol. A exposição a ele destrói a produção de colágeno e as fibras da pele, causando marcas permanentes – leiam-se rugas. A boa notícia é que a solução é fácil e acessível: é só usar filtro solar (com FPS 30, no mínimo) todos os dias – não só na praia!

Fonte: http://goo.gl/Q8o0rT

habitos-prejudicam-pele-rugas-tratamento-sol-63132


Making Of DiCorpo Primavera 2014

Confira o Making Of da nova coleção da DiCorpo.


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 96.320 outros seguidores